Bem vindo/a ao Sobral de Monte Agraço

Galeria Municipal

A Galeria Municipal abriu ao público em 1992 e está localizada no edifício da Câmara Municipal. Partilha o seu espaço com o Auditório Municipal e o Núcleo Museológico do Vinho.

Ao longo dos anos, este espaço cultural tem contribuído para a divulgação das obras de diversos artistas plásticos. A pintura, a escultura, o desenho, a gravura, a fotografia, a cerâmica, entre outras, têm sido algumas das manifestações artísticas acolhidas.

EXPOSIÇÃO PATENTE

HISTÓRICO

EXPOSIÇÃO DE PINTURA "INSTANTES" DE RUI CARRUÇO

07 de outubro a 11 de novembro de 2017

EXPOSIÇÃO DE PINTURA “INSTANTES” DE RUI CARRUÇO

Carruço nasceu na década de setenta em Lisboa. Seguiu uma vida académica sempre ligada às ciências exactas, pelas quais é apaixonado, até decidir unir esta paixão à Arte, mais concretamente à pintura.

A sua produção artística espaira-se por diferentes estilos, que se foram orientando na busca de uma voz original no mundo da Arte. Essa voz está a chegar com uma nova corrente que designou de sinuosismo, inspirada nos saberes científicos do espaço-tempo curvo, do movimento perpétuo e outras inspirações da área da física.

Em 2013 foi cofundador do Atelier Internacional de Belas Artes onde ainda se encontra a lecionar workshops de pintura.

Encontra-se representado em várias coleções públicas como a Embaixada de Portugal na Polónia em Varsóvia, Lisboa Carmo Hotel, Câmara Municipal de Sintra, Câmara Municipal da Lourinhã, Fundação Oureana da Cultura e em diversas coleções particulares das quais se salientam a coleção do Rei Kigely V. do Ruanda, a coleção do príncipe da Etiópia Ermias Sahle em Nova Iorque e a coleção de Cicciolina em Roma.

EXPOSIÇÃO MICHEL GIACOMETTI: 80 ANOS, 80 IMAGENS

09 a 30 de setembro de 2017

EXPOSIÇÃO MICHEL GIACOMETTI: 80 ANOS, 80 IMAGENS

Michel Giacometti nasceu na Córsega e cedo tomou contacto com diferentes culturas. Em Portugal foi responsável pelos Arquivos Sonoros Portugueses – um levantamento sistemático da música tradicional – que contou com a colaboração do compositor Fernando Lopes-Graça, com quem haveria de editar o Cancioneiro Popular Português. Das várias coleções discográficas publicadas, destacou-se a Antologia da Música Regional Portuguesa. Mais tarde, juntou à recolha musical, uma outra sobre a literatura oral. Foi autor do programa Povo que Canta, produzido pela RTP, ainda hoje considerado um dos mais importantes documentários sobre etnomusicologia portuguesa.

Para Giacometti, “a primeira qualidade de um etnomusicólogo é o amor ao trabalho e o amor sincero ao povo”.

Em 2009, o Museu da Música Portuguesa homenageou-o com a exposição 80 Anos, 80 Imagens, uma seleção de oitenta fotografias de quem via e dava a conhecer a natureza do povo português, nas décadas de 60 e 70 do século XX.

Esta exposição, em Sobral de Monte Agraço, foi enriquecida com instrumentos musicais, gentilmente cedidos por pessoas e grupos de folclore para dar testemunho do seu contributo para a história da música tradicional.

Museu da Música Portuguesa | Câmara Municipal de Cascais

EXPOSIÇÃO DE PINTURA "SENTIDOS DE COR" DE JORGE SANTOS

03 a 30 de junho de 2017

EXPOSIÇÃO DE PINTURA “SENTIDOS DE COR” DE JORGE SANTOS

Jorge Santos, nasceu em Lisboa, em Fevereiro de 1962.

Fez carreira militar como Oficial da Força Aérea Portuguesa, tendo transitado para a situação de Reserva no dia 31 de Dezembro de 2014.

A sua paixão pela pintura surgiu de uma forma muito inesperada quando a sua filha lhe lançou o desafio de pintar uma tela…uma tela que seria a primeira de muitas.

Esta forma de se expressar aliada à sua vontade de inovar, despertou-lhe a curiosidade para pesquisar e desenvolver novas técnicas de pintura e atrevimento suficiente para incorporar materiais tão diversos como a areia e a massa de relevo, dando primazia às texturas, privilegiando a pintura com a espátula e a esponja.

Segundo as suas palavras, se tivesse que se descrever, enquanto apaixonado pela pintura, não o saberia fazer, apenas diria que é um curioso, um eterno aprendiz que busca incessantemente formas abstractas de representar a vida, de eternizar sentimentos e emoções.

EXPOSIÇÃO 40 ANOS DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO NO CONCELHO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

22 abril a 27 de maio de 2017

40 ANOS DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO NO CONCELHO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

Ao longo de 40 anos, o poder local democrático cresceu, fortificou-se, consolidou-se e assumiu, em diversas ocasiões, a liderança do desenvolvimento económico e social de Portugal.

Esta exposição é um convite a comemorar os 40 anos de poder local democrático, sob a perspetiva das várias etapas do desenvolvimento que Sobral de Monte Agraço alcançou desde 1976, procurando sempre perspetivar um futuro melhor e respondendo aos constantes novos desafios.

Muitos homens e mulheres, com empenho à causa pública ajudaram ao desenvolvimento de Sobral de Monte Agraço. Esta exposição é, também, em sua homenagem.

Visite-nos de 3.ª feira a sábado, das 14h00 às 19h00, na Galeria Municipal.

EXPOSIÇÃO DE DESENHO "MERAKI - RETRATOS COM ALMA" DE PATRÍCIA CAETANO

04 a 31 de março de 2017

EXPOSIÇÃO DE DESENHO “MERAKI – RETRATOS COM ALMA” DE PATRÍCIA CAETANO

Nascida há cerca de duas décadas em Torres Vedras e tendo vivido desde sempre em Sobral, demostrou desde cedo um interesse em Arte e História na escola. Sem qualquer profissionalização em desenho, sempre viu a arte como hobby e desde de pequena que tem uma paixão por desenhar.

Começou a fazer retratos de estrelas de cinema em 2011 de maneira autodidata e até agora tem evoluído cada vez mais. Intercala o desenho com a leitura e a escrita de um blog literário que conta com parcerias de editoras nacionais e internacionais.

EXPOSIÇÃO DE PINTURA "MEMÓRIAS" DE ANA MARIA RAMOS

04 a 25 de fevereiro de 2017

EXPOSIÇÃO PINTURA “MEMÓRIAS” DE ANA MARIA RAMOS

Nasceu em Arruda dos Vinhos em 1956. Autodidata, despertou para a pintura ao acompanhar colegas do GART (Grupo de Artistas e Amigos da Arte) nas várias deslocações por todo o País. Com pequenos apontamentos ou trabalhos mais elaborados foi progressivamente ganhando a confiança necessária para a libertação pictórica.
Do Mestre  Jorge Alexandre vai recebendo alguns ensinamentos e conselhos que a levam a aventurar-se em novos conceitos e técnicas, sendo a principal de óleo s/ tela.
Tem exposto coletivamente, ao longo dos últimos anos, por vários pontos de Portugal, participando nas pinturas ao vivo através do GART. Faz parte dos corpos gerentes (secretária) do GART( Grupo de artistas e amigos da arte).
Em 2014 expõe individualmente na Galeria do Posto de Turismo e na Mercearia do Prato em  Arruda dos Vinhos.
Em 2015 expõe individualmente na Escola Internacional de Torres vedras e
Coletivamente na Galeria Municipal de Arruda dos Vinhos e na Galeria do
GART em Vila Franca de Xira.
Em 2016 expõe em vários locais do país Onde se realizaram pinturas ao vivo.

EXPOSIÇÃO COLETIVA DO CNAP - Clube Nacional de Artes Plásticas

07 a 31 de janeiro de 2017

EXPOSIÇÃO COLETIVA DO CLUBE NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS

O Clube Nacional de Artes Plásticas nasceu em Lisboa em 1999. Tem como principal objetivo a promoção e ensino das Artes Plásticas, sobretudo arte contemporânea. A Galeria de Arte do CNAP promove exposições de pintura, escultura e serigrafia  de múltiplos artistas portugueses e estrangeiros.

ARTISTAS

ALICE RESENDE – Pintura . ANTÓNIO PEDRO – Escultura . ARLINDA FROTA – Pintura em Porcelana . CONCEIÇÃO RHODES – Pintura . HÉLIO CUNHA – Pintura e Grafite S/ papel . MARIA MANUEL PIRES – Pintura  MIGUEL BARBOSA – Pintura . PEDRO CHARTERS D’ AZEVEDO – Pintura . TÚLIO COELHO – Pintura . VICTOR COSTA – Pintura

UM DIA SONHEI, NO OUTRO FOTOGRAFEI

03 a 29 de dezembro 2016

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA (Dupla Exposição)

“Um dia sonhei, no outro fotografei”

Luís Miguel Caetano Lopes (conhecido por Lchacal) nasceu a 12 de julho de 1992 no concelho de Sobral de Monte Agraço. Concluiu o 12º ano na Escola Henriques Nogueira, Torres Vedras em artes Visuais e licenciou-se em Artes Plásticas e multimídia no Politécnico de Santarém.

A arte é uma mais-valia que faz o seu mundo girar. Pinta o que gosta, fotografa o que quer. Embora sendo muito jovem conta com alguns prémios em concursos de pintura e de fotografia. Vive a vida como se fosse uma aventura, não tendo medo de arriscar, e a sua arte mostra a alegria e o prazer de transmitir sensações e emoções intensas que nos dominam eternamente.

Iniciou o seu percurso profissional a fotografar em bares enquanto estudava, passando para revistas de bicicletas, bolos, costura, etc. Hoje vê-se feliz a evoluir cada vez mais fazendo questão de estar presente no dia mais importante de qualquer casal: o casamento. Adora fotografar cada pormenor desse momento mágico e único. Embora se considere um pouco rude, contém imensa sensibilidade e paixão pelo que faz. Aventura-se no desconhecido, tal qual um trapezista sem rede, mas o medo não o atrapalha. Nunca estando satisfeito com o que sabe, quer sempre aprender mais e experimentar mais, daí ter continuado a frequentar workshops e cursos de fotografia e edição no IPF e Citeforma. As suas fotos estão em vários Livros de Costura de “Anita Catita”, Bolos, Scrapbooking, Patchwork, e no primeiro livro de Sabão de Portugal. Continua na colaboração editorial e ainda não largou a “noite”. Podendo dizer-se um autêntico fotógrafo, que consegue adaptar o seu estilo a diversas situações dando o seu melhor.

 

 

LEILÕES & TRADIÇÕES

11 setembro a 22 novembro 2016

LEILÕES & TRADIÇÕES

Os Leilões são a tradição festiva viva mais antiga do concelho de Sobral de Monte Agraço. A longa existência deste costume popular, a sua singularidade e a importância que assumiu na vida aldeã faz com que seja, hoje, justamente reconhecido como parte do património etnográfico sobralense cuja memória importa documentar e preservar.

Os Leilões eram acontecimentos periódicos do calendário agrícola, que traduziam ciclos festivos e laborais cujos rituais uniam a comunidade. As suas celebrações estendiam-se entre dezembro e abril e assumiam um duplo sentido: o cerimonioso e o da diversão. A aldeia tornava-se, por essa ocasião, o epicentro do concelho.

Mantiveram durante muito tempo a adesão da comunidade, mas a sua existência prolongada fez-se à custa de algumas modificações e reinvenções.

Hoje, a sobrevivência dos Leilões, apesar de necessariamente diferentes porque não são alheios à transformação da sociedade, é garantida pelas associações culturais, recreativas e/ou de moradores das aldeias.

O associativismo assume, assim, um papel fundamental que tem garantido a sua continuidade em muitas aldeias.

 

 

AGUARELAS DE SANTA CRUZ

14 junho a 16 julho 2016

AGUARELAS DA COLEÇÃO DO MUNICÍPIO DE TORRES VEDRAS

O Encontro Internacional de Aguarelas de Santa Cruz é um projeto artístico de continuidade, iniciado em 2008 pela mão do pintor e exímio aguarelista António Bártolo, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Torres Vedras e contará a partir deste ano com a parceria da AAPOR –  Associação de Aguarela de Portugal.

Tendo como intenção primordial divulgar e valorizar a aguarela como “técnica maior” de expressão artística, bem como promover o território que o acolhe, este encontro promove anualmente, durante o mês de julho, residências artísticas para aguarelistas oriundos de vários países e proporciona momentos felizes de intercâmbio e partilha entre os artistas, os habitantes e visitantes da praia de Santa Cruz.

Fruto destes encontros, existe já um considerável acervo de aguarelas, pertença de todos os cidadãos e que se intenta tornar visível.

ARTISTAS

ANTÓNIO BÁRTOLO . ARACELI CABALLENO HAMILTON . CARLOS ALMEIDA . CARLOS MARQUES .  GILLES DURAND . GOREAN EUGENIN . JUAN VALVERDE . LAURENCE GHISLAIN . LAURIE BRÉDA .  MANUEL BOVANEGRA . MARIA ERMELINDA S. LOPES . MARIE-PAULE DUPUIS . NEMÉSIO RUBIO PEDRAJAS .  PABLO RUBEN LOPEZ SANZ . PAULO MARQUES . PEDRO OROZCO . RAFAEL BARBUDO . RUI PINHEIRO . SALVADOR ORTIS . TXON POMES . VÉRONIQUE LEGROS SOSA

Integrando 12 artistas e obras datadas entre os anos 50 e 2011, esta exposição pretendeu, sobretudo, dar a ver Desenho contemporâneo. A seleção dos autores e dos trabalhos apresentados teve como principal intuito o enfatizar a diversidade de linguagens e meios adotados, preocupações e resultados plásticos diversos, contribuindo para a afirmação da potencialidade criativa e vitalidade desta disciplina no panorama da produção artística contemporânea.

A abordagem ao Desenho enquanto traço, linha, risco, caligrafia, sulco, luz, sombra, cor, mancha, forma, textura, movimento, gesto, incisão ou rasura, elementos que o constituem, surge como fio condutor desta seleção de obras e autores.

ARTISTAS

ANA HATHERLY . DOMINGOS LOUREIRO . JORGE MARTINS . JÚLIO POMAR . LUÍS DOURDIL . MARIA BEATRIZ . MARIA KEIL . PEDRO CALAPEZ . PEDRO SARAIVA . ROGÉRIO RIBEIRO . RUI SANCHES . SOFIA AREAL

 

EXPOSIÇÃO DE PINTURA E ESCULTURA

16 janeiro a 13 de fevereiro 2016

Sobralense desde sempre, a artista tem vindo a criar inúmeras obras entre pintura e arte do barro, divulgando a cultura da nossa terra.

ARTISTA
ALDA BATISTA

EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS

05 dezembro 2015 a 09 janeiro 2016

Nesta exposição as obras apresentam-se com modelos, cores e texturas, serenamente combinados, onde a magia da modelação e a grande qualidade técnica e estética produzem um perfeito equilíbrio de sensações.

ARTISTA
VICTOR MOTA

Contactos

Conteúdo indisponível
Por favor, aceite as cookies clicando em "Aceito".
  • De terça-feira a sábado das 14h00 às 19h00, exceto feriados, sempre que se encontram exposições em exibição.
  • Rua 10 de Fevereiro | 2590-002 Sobral de Monte Agraço
  • decas@cm-sobral.pt
X

Este site utiliza cookies para lhe oferecer a melhor experiência possível de navegação.
Para navegar no site é necessário aceitar as cookies.
Política de privacidade

Política de privacidade

Leia por favor esta Política de Privacidade com atenção, pois no acesso a este site, a disponibilização dos seus dados pessoais implica o conhecimento e aceitação das condições aqui constantes.

Quem é o responsável pela recolha e tratamento dos dados?
A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço é a entidade responsável pela recolha e tratamento dos dados pessoais, podendo, no âmbito da sua atividade, recorrer a entidades por si subcontratadas para a prossecução das finalidades aqui indicadas.

O que são dados pessoais?
Dados pessoais são qualquer informação, de qualquer natureza e independentemente do respetivo suporte, incluindo som e imagem, relativa a uma pessoa singular identificada ou identificável. É considerada identificável a pessoa que possa ser identificada direta ou indiretamente, designadamente por referência a um número de identificação ou a um ou mais elementos específicos da sua identidade física, fisiológica, psíquica, económica, cultural ou social.

Que dados pessoais são recolhidos e tratados?
A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço procede à recolha e ao tratamento, entre outros, dos seguintes dados pessoais: nome, número de telefone e endereço de correio eletrónico. A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço assume que os dados foram fornecidos pelo titular dos mesmos ou que este deu autorização para o efeito e presume que os mesmos são verdadeiros e se encontram atualizados.

De que forma são recolhidos os seus dados?
Os dados pessoais podem ser recolhidos através dos seguintes meios:
Os dados recolhidos são processados e armazenados informaticamente e no estrito cumprimento da legislação de proteção de dados pessoais sendo armazenados em base de dados específicas, criadas para o efeito, pela Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço ou pelas entidades por esta subcontratadas.
Alguns dados pessoais recolhidos no website são de preenchimento obrigatório e, em caso de falta ou insuficiência desses dados, a Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço poderá não conseguir prestar-lhe os serviços ou as informações por si solicitadas. Em cada caso concreto, a Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço informá-lo-á da natureza obrigatória do fornecimento dos dados pessoais em causa.
Para a prossecução das finalidades acima identificadas a Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço poderá proceder à interconexão dos dados recolhidos, com o propósito de atualizar e completar tais dados.

TRANSFERÊNCIA DE DADOS:
A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço não tranfere os seus dados.
Em momento algum vendemos os seus dados!

PERÍODO DE CONSERVAÇÃO DOS DADOS:
Salvo indicação em contrário ou por motivos legais, os dados recolhidos apenas são conservados pelo período estritamente necessário à prossecução das finalidades do tratamento, garantindo-se o seu apagamento logo que cessada a finalidade.

OS DIREITOS QUE LHE ASSISTEM:

Em que consiste o direito de acesso?
O direito de acesso permite-lhe saber se os seus dados estão ou não a ser tratados e em caso afirmativo, prestar-lhe informações como, por exemplo, os fins de tratamento, as categorias dos dados que são tratados, os destinatários aos quais foram ou serão comunicados, o prazo previsto da conservação dos dados pessoais ou, caso não seja possível, os critérios utilizados para determinar este prazo. A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço compromete-se a prestar-lhe todas as informações relativas ao seu pedido no prazo de um mês, que poderá ser prolongado em função da complexidade do pedido. Nos casos em que os pedidos se revelem excessivos ou manifestamente infundados, a Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço reserva-se o direito de imputar custos administrativos para tratamento do seu pedido. Poderá exercer o seu direito através dos contactos da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço.

E o direito à retificação?
O direito retificação dos seus dados pessoais caracteriza-se por solicitar a correção e/ou atualização dos seus dados quando se encontrem incorretos e/ou desatualizados. Poderá exercer o seu direito através dos contactos da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço.

Em que consiste o direito à limitação do tratamento?
O direito à limitação do tratamento permite-lhe solicitar a restrição do tratamento dos seus dados pessoais. Neste caso o Responsável pelo Tratamento pode proceder ao armazenamento dos dados, mas não os pode utilizar. Este direito apenas pode ser exercido em determinadas situações, taxativamente elencadas no Regulamento Geral de Proteção de Dados, a saber:
Poderá exercer o seu direito através dos contactos da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço.

Em que consiste o direito à portabilidade?
O direito à portabilidade permite-lhe solicitar à Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço que os seus dados pessoais sejam transferidos para si ou para outro responsável pelo tratamento. Este direito depende de três condições: Poderá exercer o seu direito através dos contactos da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço..

Em que consiste o direito ao apagamento?
O direito ao apagamento, ou direito a ser esquecido, permite-lhe que, em determinadas situações, possa exigir que os seus dados sejam eliminados. Este não é um direito absoluto e apenas poderá ser exercido nos casos em que a conservação dos dados pessoais viole o regulamento, designadamente: O direito ao apagamento não poderá ter lugar nos casos em que esteja em causa o exercício do direito à liberdade de expressão e informação, bem como nos casos em que seja necessário para o cumprimento de uma obrigação legal, ou para fins de investigação científica ou histórica ou fins estatísticos e ainda para o exercício do direito de defesa e de formulação de reclamações junto das autoridades competentes.

Em que consiste o direito de oposição?
Poderá exercer o direito de oposição ao tratamento para fins de marketing, exceto nos casos em que entendamos que existem motivos legítimos imperativos para que o tratamento prevaleça sobre os seus interesses, direitos e liberdades. Poderá exercer este direito mediante a utilização da opção “remover”, referida em todas as nossas comunicações. Este direito pode igualmente ser exercido nos casos em que pretenda opor-se à criação de perfis – profiling. Poderá exercer o seu direito através dos contactos da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço.

Em que consiste o direito a retirar o consentimento?
Nos casos em que tenha dado o seu consentimento para o tratamento de dados pela Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço, poderá, em qualquer momento, revogar o consentimento anteriormente dado. Não obstante a retirada do consentimento, todo e qualquer tratamento que tenha sido efetuado em momento anterior à revogação do consentimento considera-se lícito, produzindo a revogação apenas efeitos futuros. Poderá exercer o seu direito através dos contactos da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço.

EXERCÍCIO DE DIREITOS
Todos os direitos enunciados poderão ser exercidos de forma gratuita para o e-mail rgpd@cm-sobral.pt. Informamos ainda que lhe assiste o direito de apresentar uma reclamação perante a autoridade de controlo competente, especialmente quando, junto do responsável pelo tratamento, não tenha obtido satisfação no exercício dos seus direitos.

CONFIDENCIALIDADE
A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço garante que toda a informação que nos presta é considerada confidencial. A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço não vende, distribui, ou procede a qualquer tipo de negócio com a informação e os dados pessoais que nos são por si disponibilizados.

Alterações à Política de Privacidade
A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço reserva-se o direito de, a qualquer altura, proceder a reajustamentos ou alterações à presente Política de Privacidade, sendo essas alterações devidamente publicitadas neste site.



Política de cookies

A leitura desta política é importante, pois ao continuar a navegar no nosso website concorda com o uso de cookies no seu browser e dispositivos utilizados, exceto se os tiver desativado.

O que são cookies
Os cookies são pequenos ficheiros de texto com informação relevante que o seu dispositivo de acesso (computador, telemóvel/smartphone ou tablet) carrega, através do navegador de internet (browser), quando um site é visitado pelo utilizador. Saiba mais sobre cookies em: AllAboutCookies.org. Estes ficheiros permitem que durante um certo período de tempo o site se «lembre» das suas ações e preferências. Os cookies utilizados não recolhem informação que identifica o utilizador, recolhem informações genéricas, designadamente a forma como os utilizadores chegam e utilizam os sites ou a zona do país/países através do qual acedem ao site, etc. É por isso que quando percorre as páginas de um site ou regressa a um site que já visitou não tem, em princípio, de voltar a indicar as suas preferências ou introduzir repetidamente as mesmas informações.

Que tipo de cookies utilizamos
Cookies essenciais ou de sessão: Alguns cookies são essenciais para aceder a áreas específicas do nosso site. Estes são necessários para algumas áreas do site funcionarem, mas não são utilizados de forma alguma para o identificar pessoalmente. Os cookies de sessão são temporários e são automaticamente eliminados uma vez que saia do site. Estes cookies não podem ser desativados, pois são essenciais ao bom funcionamento do site.

Cookies de funcionalidade: Utilizamos estes cookies para nos permitir relembrar as preferências do utilizador. Por exemplo, os cookies evitam digitar o nome do utilizador cada vez que este acede ao site. Não são necessários para que o site funcione, mas podem melhorar a experiência do cliente. Não armazenamos quaisquer dados pessoais nestes cookies.

Cookies analíticos / desempenho: Utilizamos estes cookies para analisar a forma como os utilizadores usam o site e monitorizar a performance deste. Por exemplo, permitem-nos saber quais as páginas mais populares, qual o método de ligação entre páginas que é mais eficaz, ou determinar a razão de algumas páginas estarem a receber mensagens de erro. Estes cookies são utilizados apenas para efeitos de criação e análise estatística, sem nunca recolher informação de caráter pessoal.

Cookies que enviam informação para outras empresas: São cookies configurados no nosso website por uma empresa parceira (ex: Facebook ou anunciantes). Estas empresas podem utilizar os dados recolhidos destes cookies para anonimamente direcionar publicidade para si noutro website, tendo em conta a sua visita ao nosso website. Por exemplo, se usar uma ferramenta de uma rede social (ex: “Gosto” ou “Partilha” do Facebook) neste website, este cookie irá registar a utilização dessa ferramenta e a rede social (Facebook, neste caso) poderá recolher esta informação.

ATENÇÃO: Ao desabilitar cookies algumas funcionalidades poderão não estar disponíveis.

Como controlar as cookies
O utilizador pode, a qualquer momento e através do seu navegador de internet (browser), decidir ser notificado sobre a receção de cookies, bem como bloquear a respetiva entrada no seu sistema. Salienta-se, no entanto, que com a recusa de uso de cookies corre o risco de desativar determinados serviços e funcionalidades do site. Para mais informação para controlo e/ou apagar os cookies consultar a ajuda do seu browser ou AllAboutCookies.org

Fechar