Bem vindo/a ao Sobral de Monte Agraço

Galeria Municipal

A Galeria Municipal abriu ao público em 1992 e está localizada no edifício da Câmara Municipal. Partilha o seu espaço com o Auditório Municipal e o Núcleo Museológico do Vinho.

Ao longo dos anos, este espaço cultural tem contribuído para a divulgação das obras de diversos artistas plásticos. A pintura, a escultura, o desenho, a gravura, a fotografia, a cerâmica, entre outras, têm sido algumas das manifestações artísticas acolhidas.

EXPOSIÇÃO PATENTE

HISTÓRICO

EXPOSIÇÃO DE PINTURA "INSTANTES" DE RUI CARRUÇO

07 de outubro a 11 de novembro de 2017

EXPOSIÇÃO DE PINTURA “INSTANTES” DE RUI CARRUÇO

Carruço nasceu na década de setenta em Lisboa. Seguiu uma vida académica sempre ligada às ciências exactas, pelas quais é apaixonado, até decidir unir esta paixão à Arte, mais concretamente à pintura.

A sua produção artística espaira-se por diferentes estilos, que se foram orientando na busca de uma voz original no mundo da Arte. Essa voz está a chegar com uma nova corrente que designou de sinuosismo, inspirada nos saberes científicos do espaço-tempo curvo, do movimento perpétuo e outras inspirações da área da física.

Em 2013 foi cofundador do Atelier Internacional de Belas Artes onde ainda se encontra a lecionar workshops de pintura.

Encontra-se representado em várias coleções públicas como a Embaixada de Portugal na Polónia em Varsóvia, Lisboa Carmo Hotel, Câmara Municipal de Sintra, Câmara Municipal da Lourinhã, Fundação Oureana da Cultura e em diversas coleções particulares das quais se salientam a coleção do Rei Kigely V. do Ruanda, a coleção do príncipe da Etiópia Ermias Sahle em Nova Iorque e a coleção de Cicciolina em Roma.

EXPOSIÇÃO MICHEL GIACOMETTI: 80 ANOS, 80 IMAGENS

09 a 30 de setembro de 2017

EXPOSIÇÃO MICHEL GIACOMETTI: 80 ANOS, 80 IMAGENS

Michel Giacometti nasceu na Córsega e cedo tomou contacto com diferentes culturas. Em Portugal foi responsável pelos Arquivos Sonoros Portugueses – um levantamento sistemático da música tradicional – que contou com a colaboração do compositor Fernando Lopes-Graça, com quem haveria de editar o Cancioneiro Popular Português. Das várias coleções discográficas publicadas, destacou-se a Antologia da Música Regional Portuguesa. Mais tarde, juntou à recolha musical, uma outra sobre a literatura oral. Foi autor do programa Povo que Canta, produzido pela RTP, ainda hoje considerado um dos mais importantes documentários sobre etnomusicologia portuguesa.

Para Giacometti, “a primeira qualidade de um etnomusicólogo é o amor ao trabalho e o amor sincero ao povo”.

Em 2009, o Museu da Música Portuguesa homenageou-o com a exposição 80 Anos, 80 Imagens, uma seleção de oitenta fotografias de quem via e dava a conhecer a natureza do povo português, nas décadas de 60 e 70 do século XX.

Esta exposição, em Sobral de Monte Agraço, foi enriquecida com instrumentos musicais, gentilmente cedidos por pessoas e grupos de folclore para dar testemunho do seu contributo para a história da música tradicional.

Museu da Música Portuguesa | Câmara Municipal de Cascais

EXPOSIÇÃO DE PINTURA "SENTIDOS DE COR" DE JORGE SANTOS

03 a 30 de junho de 2017

EXPOSIÇÃO DE PINTURA “SENTIDOS DE COR” DE JORGE SANTOS

Jorge Santos, nasceu em Lisboa, em Fevereiro de 1962.

Fez carreira militar como Oficial da Força Aérea Portuguesa, tendo transitado para a situação de Reserva no dia 31 de Dezembro de 2014.

A sua paixão pela pintura surgiu de uma forma muito inesperada quando a sua filha lhe lançou o desafio de pintar uma tela…uma tela que seria a primeira de muitas.

Esta forma de se expressar aliada à sua vontade de inovar, despertou-lhe a curiosidade para pesquisar e desenvolver novas técnicas de pintura e atrevimento suficiente para incorporar materiais tão diversos como a areia e a massa de relevo, dando primazia às texturas, privilegiando a pintura com a espátula e a esponja.

Segundo as suas palavras, se tivesse que se descrever, enquanto apaixonado pela pintura, não o saberia fazer, apenas diria que é um curioso, um eterno aprendiz que busca incessantemente formas abstractas de representar a vida, de eternizar sentimentos e emoções.

EXPOSIÇÃO 40 ANOS DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO NO CONCELHO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

22 abril a 27 de maio de 2017

40 ANOS DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO NO CONCELHO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

Ao longo de 40 anos, o poder local democrático cresceu, fortificou-se, consolidou-se e assumiu, em diversas ocasiões, a liderança do desenvolvimento económico e social de Portugal.

Esta exposição é um convite a comemorar os 40 anos de poder local democrático, sob a perspetiva das várias etapas do desenvolvimento que Sobral de Monte Agraço alcançou desde 1976, procurando sempre perspetivar um futuro melhor e respondendo aos constantes novos desafios.

Muitos homens e mulheres, com empenho à causa pública ajudaram ao desenvolvimento de Sobral de Monte Agraço. Esta exposição é, também, em sua homenagem.

Visite-nos de 3.ª feira a sábado, das 14h00 às 19h00, na Galeria Municipal.

EXPOSIÇÃO DE DESENHO "MERAKI - RETRATOS COM ALMA" DE PATRÍCIA CAETANO

04 a 31 de março de 2017

EXPOSIÇÃO DE DESENHO “MERAKI – RETRATOS COM ALMA” DE PATRÍCIA CAETANO

Nascida há cerca de duas décadas em Torres Vedras e tendo vivido desde sempre em Sobral, demostrou desde cedo um interesse em Arte e História na escola. Sem qualquer profissionalização em desenho, sempre viu a arte como hobby e desde de pequena que tem uma paixão por desenhar.

Começou a fazer retratos de estrelas de cinema em 2011 de maneira autodidata e até agora tem evoluído cada vez mais. Intercala o desenho com a leitura e a escrita de um blog literário que conta com parcerias de editoras nacionais e internacionais.

EXPOSIÇÃO DE PINTURA "MEMÓRIAS" DE ANA MARIA RAMOS

04 a 25 de fevereiro de 2017

EXPOSIÇÃO PINTURA “MEMÓRIAS” DE ANA MARIA RAMOS

Nasceu em Arruda dos Vinhos em 1956. Autodidata, despertou para a pintura ao acompanhar colegas do GART (Grupo de Artistas e Amigos da Arte) nas várias deslocações por todo o País. Com pequenos apontamentos ou trabalhos mais elaborados foi progressivamente ganhando a confiança necessária para a libertação pictórica.
Do Mestre  Jorge Alexandre vai recebendo alguns ensinamentos e conselhos que a levam a aventurar-se em novos conceitos e técnicas, sendo a principal de óleo s/ tela.
Tem exposto coletivamente, ao longo dos últimos anos, por vários pontos de Portugal, participando nas pinturas ao vivo através do GART. Faz parte dos corpos gerentes (secretária) do GART( Grupo de artistas e amigos da arte).
Em 2014 expõe individualmente na Galeria do Posto de Turismo e na Mercearia do Prato em  Arruda dos Vinhos.
Em 2015 expõe individualmente na Escola Internacional de Torres vedras e
Coletivamente na Galeria Municipal de Arruda dos Vinhos e na Galeria do
GART em Vila Franca de Xira.
Em 2016 expõe em vários locais do país Onde se realizaram pinturas ao vivo.

EXPOSIÇÃO COLETIVA DO CNAP - Clube Nacional de Artes Plásticas

07 a 31 de janeiro de 2017

EXPOSIÇÃO COLETIVA DO CLUBE NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS

O Clube Nacional de Artes Plásticas nasceu em Lisboa em 1999. Tem como principal objetivo a promoção e ensino das Artes Plásticas, sobretudo arte contemporânea. A Galeria de Arte do CNAP promove exposições de pintura, escultura e serigrafia  de múltiplos artistas portugueses e estrangeiros.

ARTISTAS

ALICE RESENDE – Pintura . ANTÓNIO PEDRO – Escultura . ARLINDA FROTA – Pintura em Porcelana . CONCEIÇÃO RHODES – Pintura . HÉLIO CUNHA – Pintura e Grafite S/ papel . MARIA MANUEL PIRES – Pintura  MIGUEL BARBOSA – Pintura . PEDRO CHARTERS D’ AZEVEDO – Pintura . TÚLIO COELHO – Pintura . VICTOR COSTA – Pintura

UM DIA SONHEI, NO OUTRO FOTOGRAFEI

03 a 29 de dezembro 2016

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA (Dupla Exposição)

“Um dia sonhei, no outro fotografei”

Luís Miguel Caetano Lopes (conhecido por Lchacal) nasceu a 12 de julho de 1992 no concelho de Sobral de Monte Agraço. Concluiu o 12º ano na Escola Henriques Nogueira, Torres Vedras em artes Visuais e licenciou-se em Artes Plásticas e multimídia no Politécnico de Santarém.

A arte é uma mais-valia que faz o seu mundo girar. Pinta o que gosta, fotografa o que quer. Embora sendo muito jovem conta com alguns prémios em concursos de pintura e de fotografia. Vive a vida como se fosse uma aventura, não tendo medo de arriscar, e a sua arte mostra a alegria e o prazer de transmitir sensações e emoções intensas que nos dominam eternamente.

Iniciou o seu percurso profissional a fotografar em bares enquanto estudava, passando para revistas de bicicletas, bolos, costura, etc. Hoje vê-se feliz a evoluir cada vez mais fazendo questão de estar presente no dia mais importante de qualquer casal: o casamento. Adora fotografar cada pormenor desse momento mágico e único. Embora se considere um pouco rude, contém imensa sensibilidade e paixão pelo que faz. Aventura-se no desconhecido, tal qual um trapezista sem rede, mas o medo não o atrapalha. Nunca estando satisfeito com o que sabe, quer sempre aprender mais e experimentar mais, daí ter continuado a frequentar workshops e cursos de fotografia e edição no IPF e Citeforma. As suas fotos estão em vários Livros de Costura de “Anita Catita”, Bolos, Scrapbooking, Patchwork, e no primeiro livro de Sabão de Portugal. Continua na colaboração editorial e ainda não largou a “noite”. Podendo dizer-se um autêntico fotógrafo, que consegue adaptar o seu estilo a diversas situações dando o seu melhor.

 

 

LEILÕES & TRADIÇÕES

11 setembro a 22 novembro 2016

LEILÕES & TRADIÇÕES

Os Leilões são a tradição festiva viva mais antiga do concelho de Sobral de Monte Agraço. A longa existência deste costume popular, a sua singularidade e a importância que assumiu na vida aldeã faz com que seja, hoje, justamente reconhecido como parte do património etnográfico sobralense cuja memória importa documentar e preservar.

Os Leilões eram acontecimentos periódicos do calendário agrícola, que traduziam ciclos festivos e laborais cujos rituais uniam a comunidade. As suas celebrações estendiam-se entre dezembro e abril e assumiam um duplo sentido: o cerimonioso e o da diversão. A aldeia tornava-se, por essa ocasião, o epicentro do concelho.

Mantiveram durante muito tempo a adesão da comunidade, mas a sua existência prolongada fez-se à custa de algumas modificações e reinvenções.

Hoje, a sobrevivência dos Leilões, apesar de necessariamente diferentes porque não são alheios à transformação da sociedade, é garantida pelas associações culturais, recreativas e/ou de moradores das aldeias.

O associativismo assume, assim, um papel fundamental que tem garantido a sua continuidade em muitas aldeias.

 

 

AGUARELAS DE SANTA CRUZ

14 junho a 16 julho 2016

AGUARELAS DA COLEÇÃO DO MUNICÍPIO DE TORRES VEDRAS

O Encontro Internacional de Aguarelas de Santa Cruz é um projeto artístico de continuidade, iniciado em 2008 pela mão do pintor e exímio aguarelista António Bártolo, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Torres Vedras e contará a partir deste ano com a parceria da AAPOR –  Associação de Aguarela de Portugal.

Tendo como intenção primordial divulgar e valorizar a aguarela como “técnica maior” de expressão artística, bem como promover o território que o acolhe, este encontro promove anualmente, durante o mês de julho, residências artísticas para aguarelistas oriundos de vários países e proporciona momentos felizes de intercâmbio e partilha entre os artistas, os habitantes e visitantes da praia de Santa Cruz.

Fruto destes encontros, existe já um considerável acervo de aguarelas, pertença de todos os cidadãos e que se intenta tornar visível.

ARTISTAS

ANTÓNIO BÁRTOLO . ARACELI CABALLENO HAMILTON . CARLOS ALMEIDA . CARLOS MARQUES .  GILLES DURAND . GOREAN EUGENIN . JUAN VALVERDE . LAURENCE GHISLAIN . LAURIE BRÉDA .  MANUEL BOVANEGRA . MARIA ERMELINDA S. LOPES . MARIE-PAULE DUPUIS . NEMÉSIO RUBIO PEDRAJAS .  PABLO RUBEN LOPEZ SANZ . PAULO MARQUES . PEDRO OROZCO . RAFAEL BARBUDO . RUI PINHEIRO . SALVADOR ORTIS . TXON POMES . VÉRONIQUE LEGROS SOSA

Integrando 12 artistas e obras datadas entre os anos 50 e 2011, esta exposição pretendeu, sobretudo, dar a ver Desenho contemporâneo. A seleção dos autores e dos trabalhos apresentados teve como principal intuito o enfatizar a diversidade de linguagens e meios adotados, preocupações e resultados plásticos diversos, contribuindo para a afirmação da potencialidade criativa e vitalidade desta disciplina no panorama da produção artística contemporânea.

A abordagem ao Desenho enquanto traço, linha, risco, caligrafia, sulco, luz, sombra, cor, mancha, forma, textura, movimento, gesto, incisão ou rasura, elementos que o constituem, surge como fio condutor desta seleção de obras e autores.

ARTISTAS

ANA HATHERLY . DOMINGOS LOUREIRO . JORGE MARTINS . JÚLIO POMAR . LUÍS DOURDIL . MARIA BEATRIZ . MARIA KEIL . PEDRO CALAPEZ . PEDRO SARAIVA . ROGÉRIO RIBEIRO . RUI SANCHES . SOFIA AREAL

 

EXPOSIÇÃO DE PINTURA E ESCULTURA

16 janeiro a 13 de fevereiro 2016

Sobralense desde sempre, a artista tem vindo a criar inúmeras obras entre pintura e arte do barro, divulgando a cultura da nossa terra.

ARTISTA
ALDA BATISTA

EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS

05 dezembro 2015 a 09 janeiro 2016

Nesta exposição as obras apresentam-se com modelos, cores e texturas, serenamente combinados, onde a magia da modelação e a grande qualidade técnica e estética produzem um perfeito equilíbrio de sensações.

ARTISTA
VICTOR MOTA

Contactos

  • De terça-feira a sábado das 14h00 às 19h00, exceto feriados, sempre que se encontram exposições em exibição.
  • Rua 10 de Fevereiro | 2590-002 Sobral de Monte Agraço
  • decas@cm-sobral.pt
X